Atléticas

Qual o melhor tecido para fabricar o samba-canção?

Este tema hoje cria muitas duvidas nas atléticas durante o fechamento dos pedidos. Este artigo tem o objetivo de abordar a história da samba Canção, os principais tópicos geradores de duvidas e servir como base para as atléticas tomarem a decisão de qual a melhor opção de acordo com a realidade de cada associação.

O apelido samba Canção surgiu quando essa modalidade de roupa intima caiu em desuso devido a substituição das antigas calças de malha pelas calças Jeans. Usar a samba canção por baixo desse novo tecido era um verdadeiro tormento uma vez que a cueca enrolava Coxa acima. Para resolver esse problema foi criada a sunga que se adaptava melhor ao novo modo de vestir. Como cueca passou a designar essa nova peça, surgiu a necessidade de criar um apelido que identificasse a antigo modelo intimo, sendo rebatizada de Samba Canção como o símbolo de um tempo que já passou, assim como o Samba Canção ritmo lento e romântico do samba que fez sucesso nos anos 20,mas perdeu força no final as segunda guerra mundial.

Atualmente essa peça de vestuário tão antiga ganhou uma nova função, deixou de ser uma peça intima e hoje é amplamente utilizados pelos universitários sem uma outra peça encobrindo a mesma, visando totalmente visível. Essa nova forma de utilização da Samba Canção, ocasionou mudanças nos tecidos usados anteriormente que só tinham a função de serem leves e confortáveis. Os novos tecidos devem ser mais resistente e permitir a aplicação de estampas com designer mais moderno.

Nesse novo Cenário o cetim, o dry e o tectel tem ganhado força e passaram a ser os tecidos mais escolhidos pelas atléticas para a fabricação das peças. O algodão inicialmente mais utilizado caiu em desuso por aceitar apenas estampas silkadas, o que limita bastante os modelos além de ter uma durabilidade bem menor das estampas. Os três tecidos que atualmente estão sendo mais utilizados tem uma característica em comuns, são 100% poliéster o que permite a aplicação de estampas sublimadas que possuem melhor qualidade de resolução e mais durabilidade. Apesar dessa semelhança os tecidos possuem características bem diferentes, o que tem acarretado uma série de duvidas nos dirigentes das atlética.
Para ajudar na tomada desta decisão vamos abordar as vantens e devantagens de cada uma.

Cetim

É um material leve e confortável, outra vantagem é a qualidade final da estampa que fica com um aspecto brilhoso ao ser aplicado no tecido. Por outro lado por ser muito friável as peças feitas com ele abrem com facilidade, mesmo com as costuras mais reforças, uma vez que é a trama do tecido que se abre e não a costura.

Dry

O Dry vem se destacando por apresentar uma durabilidade melhor se comparada ao cetim, além de ter um bom caimento e pegar bem as estampas, porém quando entra em contato com superfícies ásperas pode puxar fios do tecido, estragando aquela parte.

Tactel

Para resolver a questão da durabilidade lançamos os Sambas em Tactel, porém além de ser mais caro, ao receber as estampas as mesmas ficam um pouco fosca devido a capacidade de absorção ser menos do que os tecidos comparados.

Diante do apresentado acima vocês podem perceber que não existe uma unanimidade, o melhor tecido a ser utilizado dependerá do que o acadêmico prioriza, se for beleza, devem optar pelo Cetim, se preferirem custo benefício o dry, já se o quesito principal for a durabilidade a tecido certo é o tactel.

Seja qual for a sua prioridade, o local correto para fabricar o Samba Canção da sua atlética, republica ou evento é na Tolledo Sports. Lá você encontra o que á de melhor em tecido, a melhor tecnologia para criação e aplicação das estampas, acabamento de primeira e o melhor, preço justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *